Orientação ou Triagem: O Que os Usuários Mais Procuram na ANA?

Se você já conversou com a ANA ou leu o post “Interações com a ANA e os novos casos de COVID-19 em Minas Gerais” já sabe que ela possui duas funções: uma função informativa e outra de triagem. Mas qual será a função mais procurada pelos usuários que conversam com a ANA? Pensando nisso, montamos um gráfico em pizza que mostra as porcentagens dos motivos de interação com a ANA no período de abril de 2020 a janeiro de 2021. Já o gráfico em barra à direita indica, para os usuários que passaram pelo processo de triagem, quantos porcento receberam cada uma das indicações de prioridade.

Observamos que 61% dos usuários utilizaram a ANA na sua função de triagem. Desses 61%, 53% utilizaram apenas no modo triagem e 8% utilizaram no modo triagem e informativo na mesma interação. Quando avaliamos as porcentagens de indicação de prioridade, temos que 43% dos 61% receberam alerta vermelho, ou seja, foram orientados a procurar o sistema de saúde imediatamente.

Nesse contexto, é importante pensar em como a ANA pode auxiliar tanto os indivíduos quanto o coletivo. A atual urgência pública e a disseminação incontida da doença precisam de alternativas para prevenir que o sistema de saúde fique superlotado e os suprimentos e recursos médicos acabem. Dessa forma, especialmente em locais com poucos recursos, ter um serviço de triagem eficiente e remoto diminui a superlotação de hospitais e clínicas, ao mesmo tempo que previne as pessoas de se exporem sem necessidade. Em paralelo, esse mesmo sistema orienta aqueles que de fato necessitam de auxilio médico que procurem um serviço de saúde.

Achou interessante? Quer saber como funciona e se a ANA pode te ajudar? Para interagir com a ANA na nossa versão demonstração aqui ou na versão oficial já funcionando no site do Centro de Telessaúde da UFMG (veja os widgets no canto inferior direito da tela).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *